Você está aqui: Capa > Aconteceu no VRINDA > Aula de Gurudeva Paramadvaiti dia 14 no Guarujá
Aula de Gurudeva Paramadvaiti dia 14 no Guarujá

Aula de Gurudeva Paramadvaiti dia 14 no Guarujá

11696548_522140264604464_9092702909807546140_o

Digitado por Girivanadhari d
* Pedimos desculpas por eventuais erros de ortografia ou gramática, priorizamos entregar o quanto antes o néctar das palavras de Gurudeva

 

Aula de Gurudeva Paramadvaiti dia 14 no Guarujá

 

São muito importantes as rotas sagradas, santuários, nascentes, acabo de chegar de uma nascente em Santo Domingo qu tem 8 mts, normalmente são pequeninhas, mas esta é de 8 mt contínuos, incríveis. É muito importante preservar os santuários como vrinda bhumi, e devemos ter mapas dizendo UD está aqui, como nos aeroportos, todo explicado, nossas fazendas precisam desses mapas e logo em outras páginas precisamos as explicações dos mantras que devem ser falados em cada lugar, se não as pessoas não compreendem de que se trata e o swami que cuida da fazenda pode morrer e ninguém saberá que fazer, isso acontece em kali yuga.
O processo é a oração, precisamos manter a oração, e a oração são os mantras, eu mesmo piubliquei um livro de mantras em espanhol, mas cada templo em particular deve ter seus livros com seus mantras, cada templo é um pouquinho diferente, ter os mantras de tulasi, do hanuman e goura gadadhara no caso de vrinda bhumi, isso é algo primordial, senão depois que saim do templo de SP ninguém sabe que as deidades se chaman Gandharvika Giridhari, tem que ser tipo uma sinopses com alguns mantras, quando as pessoas cheguem ao arati tem que estar todo explciado, que é um arati e a música com tradução, precisamos replicar vrindavan, isso significa que a pessoa que chega lá tem que se sentir em vrindavan.
21 cavernas foram escondidas do lado de Varsana em Colômbia, e ninguém sabia pois era propriedade de outra pessoa, temos que fazer santuários ali, pois são santuários dos nativos, temos fotos disso, tem uma caverna grande que tem um Gopeshvara Mahadev, outro dia eu estive numa montanha em Puerto Rico, chama MOCOTE???, lá a terá é plana mas tem um lugar onde se levantam umas formações
com vegetação acima e uma parede de

pedra, nosso templo fica nos pés do morrote? E fizemos uma escada para subir, e por cima do templo existe uma caverna que dentro tem outra caverna, como um segundo quarto, é incrível, uma coisa muito bela e justo na porta eu descobri uam pedra que vocês não acreditam, é Siva, Parvati e Ganesh, mas com rosto, Siva linga e tudo, uma manifestação, é difícil de acreditar pois justo estava na porta da caverna, encima, para mim é muita misericórdia, e também um compromisso para que as pessoas saibam que fazer, chegar e orar.
Que é Isodyam? É o jardim de Mayapur, é como uma palavra mágica, um jardim, e em Vrinda Bhumi pode ter uma área Isodyam também. Misturar um pouquinho com os santuários nativos, importante mas podemos criar uma confusão pois a umbanda sempre faz oferendas em sítios belos, nas cachoeiras, são sítios de oferendas dos orishas, também existe isto em Cuba, chama-se santidia ???, yanti deva Krsna diz: se você adora aos devas dos yanti devas você vai aos devas, se você adora aos prittis, pritti vigraha, você vai nacer nos antepassados, os católicos adoram os animas de purgatórios no cimentério, uma missa que se faz toda segunda feira para os mortos.
Mas não são os devas que podem salvar você menos os prittis. Todo tipo de orsihas são bhutas e o espiritismo é abertamente invicação de bhutas, apra pedir favores aos bhutas, e quem faz isso vai an região deles, inclusive no bhagavatam se fala que 800 km por cima da terra tem uma esfera onde vivem bhutas e podem desender para terra a visitar.
A adoraçãoo é natural, a gente sempre adora, miss universo é uam adoraçãoo, a estrela de rock é uma adoraçãoo, o cineasta também, os políticos… todo mundo sempre fica adorando algo, na Índia tem uma brincadeira que compara aos chineses com os hindues, os chineses falam que os indianos são terríveis pois adoram as plantas, aswattama, aos animais, a kurma, narasimha, varaha, tem deidades com forma de animais mas completo que os egípcios, adoram as vacas…e os hindues falam que os chineses comem tudo, comem tudo no mar menos o barco que se afundou, tudo na terra menos as pedras, tudo no ar menos as pipas, essa é a brincadeira entre os chineses e os indianos, eu gosto melhor de adorar todo que comer todo.
A relação com a natureza é muito importante e nesse sentido somos maestros da adoração, só no vaishnavismo o conceito de adora~aao é uma ciência muito

Bem compreendida, muito científico e qual é o propósito da oferenda ? tem pessoas que ficam com raiva de por ghee no fogo, se tem gente passando fome, mais isso é harmonização pois é questão de proporções, fazer um pequenho sacrifício, na índia tem 108 sacrificios de fogo simultâneos. Existe o nama jñana o jñana de cantar os santos nomes, também o vigraha,  o sacrifício de casar-se, os novos sítios também, não somente fazer uma construção para que antroólogos do futuro especulem sobre como vivíam no passado, não, para realmente ter um santuário é uma responsabilidade de ensinar uma atitude pessoal, para que cantamos hare krishna? Para ter uma consciência elevada, para crescer nesse sendero, esse é o propósito, a cultura é isso, que nossos filhos tenham cultura, adoraçãoo, agradecimenteno, cultura da compaixãoo, quando o homem perde a compaixãoo fica em desamparo e é muito chato, muito feio, todo pare inútil. Quando você não tem certeza de algo você fica desamparado ou deprimido.
Quando o homem perde o sentido de adoração é muito grave, imagine uma pessoa que acha que Vrinda Bhumi pode virar um cultivo de cebola, vamos tirar toda a mata e vamos plantar cebola, quem queria visitar Vrinda Bhumi agora?. Visitei Goura Desha em Santo domingo, uma beleza de permacultura, fica em uma serra, onde vivem nativos muito belos que nãos receberam com uma celebração inimaginável, um sonho, tem tanta opulência lá, tantas frutas, vocês podem transformar uma terra em um paraíso, as árvores precisam cuidado, as plantas, a casa, se a casa não é cuidado ela cai, a cassa envelhece também, até mais rápido que o corpo, se você não cuida dos animais também vira um problema, só os animais silvestres que tem seu próprio jeito. Difícil imaginar todo o que tem nesse planeta, fico muito agradecido de vocês com todo este trabalho, e se não fazem publicações não viriam voluntários, e precisamos também um manual em inglês, vocês tem muito trabalho por todas partes, eu não estou fazendo bom trabalho pois somos muito devagar, devegar ou rapidinho temos que seguir o caminho, eu reconheço que é devagar e gostaria de correr mais rápido, tem um devoto de argentina chamado Thakur e foi muitos anos encarregado da fazenda nova vrindavana e foi um grande pioneiro no cuidado dos voluntários até o ponto de ter 30 smimultaneos, uma indústria de voluntários, doações, serviço, yoga, trabalho!, um voluntário é um trabalho para os devotos, para educa-los, por isso precisamos muitos materiais. Agora esse devoto saiu de viagem com um grupo de sankirtaneiros e nos últimos livros distribuiu mais de meio milhão de livros em lugares que não foi feito sankirtan, até na Venezuela. É muita coisa que podemos fazer, coisas novas, espaços revolucionários de pioneiros.
Nas comunidades também temos lamentações, os corpos ficam doentes, kali yuda é assombroso, tantas doenças, doenças sérias que precisam atenção continua.
preguiça é o contrário a devoção, você perde coisas incríveis pela preguiça, e junto ao egoísmo que é fazer trabalho forte mais para meu próprio ganho, beneficio, que chato e a única saída é Guru Bhakti, somente por Guru Bhakti que você faz a diferença pois ninguém faz nada sem Guru Bhakti, alguns falam Krsna Bhakti, também mas isso é kanishta adhikari, pois falam eu e Deus, eu vou fazer por Deus e tem fé, fazem orações para Deus mas não respeitam nenhum devoto que mora no templo, então não compreendem guru tattva, aceitam deus mas é kanishta adhikari, não é avanzado, quando mais avanzado você entende que tem que servir aos devotos para complacer a Deus, que precisas um guia, um devoto que te ocupa ao serviço a deus, e quando tenho um guru e me rendo a ele começo meu processo, pois Krsna diz que o devoto dele não é mas o devoto do devoto dele é seu devoto verdadeiro, esse é um ponto essencial, para manter Guru Bhakti tem que praticar o processo da Bhakti Yoga bem, senão perde Guru Bhakti com o tempo ou com ofensas também perde, se eu minimizo aos devotos, “eu sou o melhor”, tem muitas coisas chatas que podem ser misturadas na mente de uma pessoa perturbando seu Bhakti, não podemos achar que o Bhakti é imperturbável, ele pode ser perturbado, luxúria, codiça, ofensas aos vaishnavas, e a quem é mas fácil ofender? Aos que estão mais próximos, por isso se fala que familiaridade produz despreço, você pode achar o templo incível mas não vai pois tem um devoto que você não gosta, não isso está mal, não aguentar alguém, não querer ver a cara de alguém. Existem caras que eu também não quero ver, devo confessar, pessoas que fizeram coisas muito más, muito ruins, mas que fazer? A misericórdia é para todos, sempre. O ditado mais belo e mais esperançador para mim é que “Tudo pecador tem um futuro e todo santo teve um passado”, que alivio! Vamos encerrar aqui, esses procedimentos, que ter, que fazer, vou ler um verso para que vocês compreenda, de qye falei.
choro, choro e choro fortemente em voz alta aos poderosos e misericordiosos vaishnavas que são os protetores no caminho ao bhakti que leva a krshna, quem matou a bhakasura, escutando teu chorar o vaishnava seguramente pode te salvar dessa situação” luxúria, ira e cobiça fazem que você não possa ter firmeza na sua devoção, por tua culpa, você convidou esses sentimentos por suas atividades errôneas e agora é difícil sair, chorem e chorem, “vaishnavas sálvenme, sálvenme por favor”, essa canção é RAGHUNATH ??… quem se encarregou de Prayoyanat, o mais elevado, então boa sorte se ele falou dessa maneira, imagine nós, temos que transformar nossa vida em pranto, pranto, pranto aos vaishnavas, essa é a proteção, chorar aos pés dos vaishnavas, “salve-me de de maya, não retirem sua companhia da minha vida, porf avor.

Depois…
Complementarse e fazer ao outro se sentir feliz e se sentir apreciado, quando a pessoa não se sente apreciada existe a indiferença, quantas casas há onde manda ?? inclusive na administração financeira.

Uma boa família significa procurar fazer feliz ao outro, e é difícil, pois existem pessoas que não querem que sejas feliz ou si querem mas não se esfroçam por isso, conviver é uma grande arte e morar no templo também. Muita gente es´ta louco por se casar e não conseguem com quem e muitos casados querem se seprar, definitivamente matrimonio pode ser parte do mal karma ou da misericórdia, então oramos para que em nosso caso seja pela misericórdia.

Pergunta: Segundo a atenção o que recebam as Deidades é o humor do templo? Isso é verdade?
Nenhuma gota da água cai do céu sem que Deus saiba ou sem que ele permita que assim seja, nesse sentido podemos entender que todo está controlado por Krsna mas isso é invisível, não o podemos ver, os olhos do Senhor estão detrás de tudo, vendo tudo, e se ele me dá permissão de fazer algo exitoso, então isso acontecerá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top